VAZAMENTO GOLFO DO MÉXICO

Vazamento no Golfo do México há 30 anos foi ‘pior da História’

Em 1979, o poço Ixtoc 1 no Golfo do México explodiu após uma falha numa válvula de segurança – o vazamento que se seguiu foi o maior da História.
Nem um enorme funil de contenção ou toneladas de lama foram suficientes para conter o petróleo.
As semelhanças entre o vazamento atual e o de 30 anos atrás não acabam aí: também foram perfurados dois poços de emergência para aliviar a pressão. Só assim, depois de nove meses, o vazamento foi controlado.
Na costa do México, as consequências ainda podem ser vistas hoje.
No entanto, cientistas afirmam que dois anos depois do vazamento, os ecossistemas costeiros do México já davam mostras de recuperação.
Para pescadores mexicanos, entretanto, a possível chegada da mancha causada pelo vazamento da BP é classificada como “desastre”.
Eles afirmam que a pesca já está reduzida, já que o mar estaria contaminado.
Hoje, a comunidade pesqueira do Golfo do México vive à sombra das empresas petrolíferas e do acidente com a Ixtoc, o pior de todos, pelo menos até o momento.
(Fonte: G1)

Incêndio suspende temporariamente coleta de óleo no golfo do México

Um incêndio em um dos navios envolvidos no esforço de contenção de óleo no golfo do México causou uma parada temporária nas operações, informou a petrolífera BP.
O incêndio foi provocado por um raio e atingiu um navio-tanque que está coletando o óleo por meio de um longo tubo acoplado ao poço no leito do golfo, a 1.500 metros de profundidade.
Segundo a empresa, o incêndio foi rapidamente controlado e não houve feridos.
A empresa está coletando 15 mil barris de petróleo por dia. Mas uma quantidade similar ainda está vazando do poço danificado.
A petrolífera britânica pretende aumentar a capacidade de captura para 40 mil barris por dia em julho quando conseguir colocar sobre o poço um domo de contenção maior do que o atual.
No entanto, o vazamento deve ser permanentemente controlado somente quando um poço de alívio estiver completado em agosto.
(Fonte: Folha.com)

 
Brasil envia ajuda para conter vazamento no golfo do México

O Departamento de Estado dos EUA divulgou uma nota nesta segunda-feira (14) de agradecimento aos 17 países e quatro organizações internacionais que têm ajudado os EUA a conter o vazamento de petróleo no golfo do México com equipamentos, experiência e assistência em geral.
De acordo com o texto, o Brasil colaborou com o envio de técnicos especialistas. Argélia, Austrália, Bahrain, Canadá, China, Dinamarca, Letônia, Noruega, Singapura, Espanha, Suécia, Taiwan e Reino Unido também enviaram profissionais para ajudar no trabalho de contenção do vazamento.
México, Noruega, Holanda e Canadá enviaram equipamentos ao longo do mês de maio. A ajuda é recebida e coordenada pela UAC (Área Unificada de Comando). Segundo o governo norte-americano, o NIC (Comando Nacional de Incidentes), encabeçado pela Guarda Costeira, trabalha junto com o Departamento de Estado dando suporte a UAC.
O Departamento de Estado também colabora, entre outras funções, acelerando o processo de visto, para que a ajuda chegue mais rápida ao país.
A nota afirma que, com poucas exceções, “as ofertas de ajuda internacional são feitas de maneira reembolsável, o que significa que a assistência é fornecida apenas se forem pagos pelo destinatário”.
Entre as organizações, o governo americano agradece no comunicado à Agência Europeia da Segurança Marítima, a Comissão Europeia de Monitoramento e Centro de Informação, Organização Marítima Internacional e Unidade de Meio Ambiente do Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários e do Programa ambiental das Nações Unidas.
Comissão – O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anunciou nesta segunda-feira a nomeação de cinco pessoas para integrar uma chamada Comissão Nacional sobre Perfuração em Mar Aberto e o Vazamento de Petróleo causado pelo afundamento da plataforma Deepwater Horizon, da British Petroleum, há quase dois meses.
Um comunicado da Casa Branca assinalou que a comissão de especialistas fará recomendações para prevenir e combater o impacto de qualquer derramamento futuro em decorrência de perfuração em mar aberto.
Os integrantes da comissão serão Frances G. Beinecke, Donald Boesch, Terry D. García, Cherry A. Murray, e Frances Ulmer e a presidência será dividida pelo senador Bob Graham e pelo ex-administrador da Agência de Proteção Ambiental, William K. Reilly.
“Estas pessoas têm enorme conhecimento e experiência suficiente para o crucial trabalho desta comissão”, assinalou Obama em uma declaração.
“Agradeço que tenham aceitado prestar seus serviços agora que trabalhamos para determinar as causas desta catástrofe e implementar as medidas de segurança e de proteção ambiental que necessitamos para prevenir um desastre semelhante no futuro”, acrescentou.
Vazamento – O vazamento, o pior da história dos EUA, teve início após a explosão e posterior afundamento da plataforma “Deepwater Horizon”, operada pela petrolífera britânica BP. Uma das causas aventadas para o desastre seria a falha em uma válvula de segurança, que deveria se fechar após a explosão.
Após diversas tentativas de conter o óleo, a empresa está obtendo um sucesso parcial com o uso de um domo acoplado à tubulação no leito do mar, a 1.500 metros de profundidade. A tubulação captura o óleo e o conduz a um navio-tanque na superfície.
A BP já gastou mais de US$ 1,6 bilhão de dólares com a operação de contenção e limpeza. A empresa também está indenizando pessoas afetadas pelo desastre, como profissionais dos setores pesqueiro e turístico da costa sul dos EUA.
(Fonte: Folha.com)

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe sua opinião, dúvida, crítica ou desabafo, e sempre muito gratificante ter novas opiniões em nossos posts.
Ao deixar um comentário acompanhe-o, com certeza ele será respondido e comentado, afinal todos os comentários são respondidos de alguma meneira.

Muito obrigada pela visita e participação, é uma honra para gente ter sua opinião no Inspiração Verde!

Postagens populares

Ocorreu um erro neste gadget

..:: "Inspiração Verde" ::..

.

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa blogarama - the blog directory