Camping & Acampanhento

O local onde a barraca será armada deve ter a superfície regular, plana e elevada, para evitar alagamento em caso de chuva (um caos!).

Quem pratica o campismo busca um maior contato com a natureza tendo em vista que, em muitos recantos naturais, não existe a infraestrutura de hotéis e pousadas, além das despesas serem menores.




É comum que os praticantes de atividades ao ar livre tenham sua imagem automaticamente associada à preservação do meio ambiente e a assuntos ecológicos. Se você acampa ou pratica montanhismo, por exemplo, é bem provável que algum dia alguém queira saber sua opinião sobre o destino das reservas naturais ou o que você achou da última ação do Greenpeace no mar do Norte.

No entanto, nem sempre a prática da atividade ao ar livre está atrelada à postura ambientalista. Neste caso, numa situação como a citada acima, você notará uma certa indignação por parte de seu interlocutor se você, que acampa, escala ou pratica iatismo, não se preocupa com o meio ambiente.



É importante ter em mente alguns preceitos básicos para que se evite contribuir para a destruição do meio ambiente, mesmo que indiretamente ou simplesmente por descuido ou ignorância de determinados fatos.

Uma postura ambientalista por si só já é efetiva, por exemplo no maior uso de artefatos fabricados com material reciclado, conhecimento da procedência da matéria-prima das coisas que você compra, cuidados com seu lixo.

Vale sempre a conhecida frase: "Pense globalmente, aja localmente". Esteja ciente dos principais problemas de nosso planeta e faça tudo o que for possível na sua vida diária para contribuir para sua conservação.

Existem dois tipos de camping, o organizado e o selvagem.

- Áreas de camping organizado são áreas com banheiros, energia elétrica, churrasqueiras, guarda, etc., existem na maior parte das cidades turísticas, com preço da diária variando entre R$ 2,00 e R$ 15,00, dependendo do local e dos recursos oferecidos. É aconselhável para campistas de primeira viagem.

- Áreas de camping selvagem são áreas onde não há infra-estrutura nenhuma para acampamentos. Tudo deverá ser improvisado: cozinha, banheiro, lava-pratos, etc. As áreas mais seguras são os parques estaduais ou nacionais, que embora não tenham áreas organizadas para camping, possuem algum tipo de vigilância e pontos de apoio a que recorrer em caso de necessidade.



Equipamentos:

- Barraca;

- Saco de dormir ou colchonete;

- Lona;

- Fogareiro com combustível;

- Panelas;

- Talheres;

- Lanterna;

- Pilhas;

- Machadinho;

- Sisal;

- Canivete.



O local onde a barraca será armada deve ter a superfície regular, plana e elevada, para evitar alagamento em caso de chuva (um caos!). É uma boa coisa perguntar a alguém que conheça o terreno, de preferência o guarda do camping (nem sempre confiável). O terreno deve ser permeável, de preferência gramado ou areia, pois os terrenos de terra tendem a ser menos permeáveis, além de sujarem mais a barraca. Evite as imediações de árvores, pois em caso de chuva e vento a queda de galhos ou frutos pode danificar a barraca ou a cabeça de alguém.



Dicas para os campistas:

- Respeite natureza que está nele e no local de destino, seja no campo, mata ou praia. Nada de apanhar mudas de plantas, flores, corais, cortar madeira de árvores, atirar lixo seja lá em que canto for, sujar riachos, rios, ou a própria trilha entre outros. Se você não respeitar esse local, provavelmente ele não existirá mais daqui algum tempo.

- No camping selvagem (em muitos locais, já proibido por causa da falta de respeito de alguns usuários), nunca monte sua barraca próxima às margens de um rio. No caso de uma chuva forte, sua segurança e de tudo que levou podem ir por água a baixo. O mesmo serve se estiver na praia: nada de ficar próximo ao mar.

- No caso do camping selvagem em mata fechada, sempre procure uma clareira (local onde exista espaço aberto suficiente para montar o acampamento). Monte a barraca e a noite acenda uma fogueira; muito cuidado para não incendiar a floresta e a barraca, deixe uma boa distância entre a fogueira, a barraca e a mata, lembre-se da força do vento! Ele pode estar soprando no sentido de ambas. O fogo faz com que alguns animais indesejáveis não se aproximem.

- Para fazer essa fogueira, nada de ficar cortando árvores! Sempre existem gravetos espalhados pelo chão, assim como folhas caídas das árvores. Apanhe as folhas e deixe-as sob os gravetos, acenda e eles com um tempinho, se queimarão, proporcionando a você uma boa fogueira.

- Faca, isqueiro e/ou fósforo. Itens essenciais para qualquer acampamento. Deixar que os fósforos se molhem é mancada!

- Se acampar na praia, sempre forre de areia os cantos externos de sua barraca. Já é uma proteção contra a força de um eventual vento.

- É aconselhável armar a barraca à sombra de uma árvore. À noite pode esfriar um pouquinho, mas você deve ter levado algo para se aquecer. Já durante o dia, o calor pode estar insuportável e uma sombrinha sempre ajuda! Mas, se houver ameaça de chuva, é melhor se afastar; há o perigo dos raios.

- No camping selvagem ou não, sempre tenha à mão sacos de lixo, recolha tudo que utilizou e leve de volta ou se tiver alguém responsável pelo lixo no local, dirija-se a ele. Alguns lugares fazem coleta seletiva, tendo tambores próprios para plásticos, lixo orgânico etc. Não custa nada você ajudar!

- Não deixe alimentos ao redor de sua barraca. Resto deles, nem pensar, eles atraem animais e você acaba transgredindo a dica anterior: lixo é no lixo.

- Se estiver em um local que sua barraca possa ser "invadida" por formigas, faça uma pequena cova em torno da barraca e jogue cinzas (resto de fogueira) nela. Isso ajudará a afastar as formigas e outros insetos.

- Por precaução, aconselhamos que, ao sair da barraca, deixe tudo bem trancado. Um mini cadeado para o zíper da barraca pode não garantir a segurança total dos "bens" que lá estão, mas dão um "trabalhinho" maior aos intrusos.

- É sempre bom levar um colchonete, principalmente se você for ficar acampado por muitos dias. Existem vários colchões infláveis no mercado, até para casal. Mantas, lençóis, cobertores ou sacos de dormir são dispensáveis, depende de você.

- Dobrem as roupas como um "rocambole": é mais prático para achar alguma peça e sobra mais espaço para a velha companheira de carga carregar outras coisas, como um kit de higiene pessoal (que é barra se você esquecer!).

- Outra coisa chata de esquecer é o repelente. Caso tenha esse azar, amasse cravos-da-índia com álcool em um recipiente, deixando de molho por duas horas. Passe no corpo, mas cuidado com o fogo, espere o álcool evaporar.

- Nada de guardar gás descartável ou botijões dentro da barraca. Eles podem vazar e causar uma explosão. Já presenciamos barraca pegar fogo por causa disso. Cuidado!

Fonte: www.acampar.net

Não percam nos próximos posts os melhores lugares para acampar

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe sua opinião, dúvida, crítica ou desabafo, e sempre muito gratificante ter novas opiniões em nossos posts.
Ao deixar um comentário acompanhe-o, com certeza ele será respondido e comentado, afinal todos os comentários são respondidos de alguma meneira.

Muito obrigada pela visita e participação, é uma honra para gente ter sua opinião no Inspiração Verde!

Postagens populares

Ocorreu um erro neste gadget

..:: "Inspiração Verde" ::..

.

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa blogarama - the blog directory